Museu do CEVAP

Muitas escolas vêm complementar suas aulas de Biologia e Ciências com uma visita ao Cevap! 🐍

O espaço é aberto de terça a sexta, das 9 às 17 horas e permanece fechado para almoço das (12 às 14 horas).

Sábado e domingo das 9 às 17 horas.

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

Nelas, monitores capacitados passam por cada baia com a turma e contam sobre cada animal e suas particularidades, além da prevenção de acidentes ofídicos e que medidas tomar para auxiliar no socorro aos acidentados.

Os grupos interessados devem ter no máximo 40 alunos; e as visitas devem ser agendadas com antecedência no

e-mail tocadascobras@cevap.unesp.br

 

Resultado de imagem para museu do cevapResultado de imagem para museu do cevap

Objetivo é oferecer um contato mais próximo e visual à comunidade interessada em animais peçonhentos e compartilhar os conhecimentos científicos envolvidos na manutenção de serpentes em cativeiro, além dos aspectos relacionados à biologia de serpentes e educação ambiental

 

Instalado em um prédio na Fazenda Lageado e coordenado pelo professor/doutor Rui Seabra Ferreira Júnior, o Museu/Serpentário do Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos (Cevap) da Unesp de Botucatu, atrai turistas de diferentes cidades da região. No ano passado mais de 10 mil pessoas passaram pelo complexo e a tendência é que esse número aumente ainda mais em 2017.

Tem por objetivo oferecer um contato mais próximo e visual à comunidade interessada em animais peçonhentos e compartilhar os conhecimentos científicos envolvidos na manutenção de serpentes em cativeiro, além dos aspectos relacionados à biologia de serpentes e educação ambiental. Através de visitas monitoradas e programadas, estimula o conhecimento/educação ambiental sobre os animais peçonhentos; à grupos específicos, os monitores abordam a manipulação e biologia desses animais.

O Cevap possui um serpentário com cerca de mil serpentes peçonhentas, além de escorpiões e aranhas venenosas. No espaço idealizado para receber visitação pública, são expostas cerca de 100 delas e outros animais peçonhentos como escorpiões e aranhas,  além de lagartos, iguanas e jabutis, com cartazes e imagens educativas.

O espaço é aberto de terça a sexta, das 9 às 17 horas e permanece fechado para almoço das (12 às 14 horas). Sábado e domingo das 9 às 17 horas.

“O museu é uma opção a mais de lazer e entretenimento para Botucatu  e objetiva informar e orientar a população sobre as diferentes espécies de animais peçonhentos, a prevenção dos acidentes, a desmistificação de crenças populares, os primeiros-socorros e a importância ecológica e farmacológica dos venenos desses animais”, explica a veterinária Lygia Karla Sanches Francelino.

O estudante de biologia, Armado Gallo, um dos que atendem os visitantes, diz que as crianças são as mais curiosas e fazem todo tipo de perguntas sobre os animais expostos. “Algumas até nos pedem para tocar nos animais e isso é possível fazer com algumas espécies, como a cobra do milho que é muito bonita, dócil e inofensiva. É muito gratificante trocar experiências com elas”, comentou Gallo.

Vale destacar que o serpentário de visitação pública do Cevap  foi inaugurado, oficialmente, em abril de  2008, com apoio da Secretaria de Turismo da Prefeitura Municipal de Botucatu, tendo foco na educação ambiental destinado aos professores e alunos das escolas de ensino fundamental e médio e passou  por remodelação para prestar um melhor atendimento ao público.

“O local é aberto para visitação sem agendamento. Nós só sugerimos (o agendamento) quando a visita é feita, por exemplo, por grupos de pessoas como estudantes e empresas. As visitas são monitoradas por estagiários (alunos de graduação), aprimorandos e pós-graduandos devidamente capacitados”, finaliza o coordenador do serpentário, Rui Seabra.

 

Imagem relacionada

Resultado de imagem para agendamento de visitas

Telefone:  (014) 3880-7703

E- mail: tocadascobras@cevap.unesp.br