As 5 cobras mais perigosas do País e o que fazer em caso de acidente

As 5 cobras mais perigosas do País e o que fazer em caso de acidente

 

O Brasil é um dos países com maior número de acidentes por picadas de animais peçonhentos do mundo. Ao todo, são mais de 200 mil casos por ano, o que inclui, além de serpentes, aranhas e escorpiões, por exemplo. Apenas picadas de cobras são cerca de 30 mil.

Mas você sabe qual a serpente mais perigosa do País? Uma dica: apenas um tipo de cobra responde por mais de 80% dos ataques.

Incrível.club consultou o pesquisador Rui Seabra Ferreira Júnior, coordenador do Centro de Estudos de Venenos e Animais Peçonhentos da Unesp (Cevap) e um dos maiores especialistas em serpentes do Brasil para saber quais as espécies mais perigosas.

No final, como bônus mostramos as dicas do pesquisador para o caso de acidente.

Responsável por apenas 0,5% dos acidentes no País, a coral verdadeira possui um veneno com ação neurotóxica que bloqueia o sistema neuromuscular, causando insuficiência respiratória, dificultando a deglutição, causando vômitos e deixando a visão turva. Por conta dessas complicações, o veneno da coral pode matar em cerca de 3 horas, no caso dos acidentes mais graves.

Onde é encontrada

A rigor, a espécie é comum em todo continente americano, com exceção do Chile e do Canadá. Aqui no Brasil, ocorre potencialmente em todo território nacional, sendo encontrada predominantemente entre os Estados da Bahia e de Santa Catarina.

Curiosidade

Como você deve saber, além da coral verdadeira, existe também a falsa coral. As duas são muito parecidas e, em geral, só gente com mais experiência é capaz de diferenciar. Na dúvida, evite o contato com o animal.

 

A maior serpente peçonhenta do continente americano pode chegar a 4 metros de comprimento e seus dentes inoculadores de veneno podem ter 5 cm de comprimento. No entanto, esta incrível serpente é responsável por apenas 1,5% dos acidentes registrados no Brasil. Seu veneno causa graves lesões locais como necroses e bolhas e pode matar em até 3 horas após o acidente.

Onde é encontrada

Encontrada no sul da Bahia e na Floresta Amazônica.

Curiosidades:

  • A bico de jaca é capaz de dar um bote de 2 metros
  • A espécie é considerada vulnerável, quase em risco de extinção. Por isso, se vir uma bico de jaca e ela não apresentar risco de ataque, deixe-a seguir seu caminho.

Segunda colocada no ranking de acidentes, sendo responsável por 13% dos casos ou cerca de 6 mil ocorrências. É bastante conhecida pelo chocalho localizado em sua cauda que emite um som inconfundível. Seu veneno causa parada respiratória, perda da função dos rins e muita dor no corpo todo, podendo matar um adulto entre 3 e 6 horas após o acidente.

Onde é encontrada

Pode ser encontrada em todo território brasileiro, com exceção das áreas com grandes florestas, pois prefere lugares mais secos.

Curiosidade

Bastante comum nos Estados Unidos, em inglês a cobra é chamada de ’rattlesnake’, que significa, literalmente, ’cobra de chocalho’.

 

Não tem pra ninguém. Se você tiver o azar de um dia ser picado por uma cobra, a maior chance é de que seja vítima de uma jararaca. A serpente responde por nada menos que 83% dos ataques registrados no País ou 25 mil casos.

Seu veneno provoca destruição dos tecidos causando necrose principalmente dos dedos, que podem ter de ser amputados em caso de acidente. Além disso, causa grandes sangramentos por todo o corpo e pode matar um adulto em algumas horas caso não receba o tratamento adequado.

Onde é encontrada

São encontradas em todo o território brasileiro, pois existem mais de 20 espécies apenas no Brasil.

Curiosidade

Existe uma espécie endêmica que habita a Ilha Queimada Grande, no litoral de São Paulo — o local também é conhecido como Ilha das Cobras. A espécie, conhecida como jararaca ilhoa só existe nessa ilha e em nenhum outro lugar do mundo.

 

Embora seja responsável por raríssimos acidentes, não poderíamos deixar de fora da lista esta incrível gigante brasileira.

Onde é encontrada: é a maior serpente do continente americano e a mais pesada do mundo. Pode chegar a 9 metros de comprimento e pesar mais de 100 Kg. É encontrada na bacia amazônica e também no pantanal. Podem aparecer também em alguns rios da região sudeste.

Como é uma serpente constritora, não possui veneno, mas é capaz de matar uma pessoa rapidamente pois devido o seu aperto, fica impossível respirar

O que fazer em caso de picada

“É importante ter em mente que o único tratamento para a picada de serpentes é o soro antiofídico” explica o professor Seabra. E o soro antiofídico é aplicado apenas em hospitais.

Portanto, em caso de acidente, evite:

  • Cortar o local
  • Fazer um garrote na área afetada
  • Sugar o sangue
  • Ingerir qualquer substância

O ideal, segundo o pesquisador da Unesp, é manter a pessoa calma e levar o mais rápido possível ao hospital de referência de cada cidade.

Não custa, portanto, ter em mãos os contatos dos Bombeiros (193) e do Samu (192). Eles estão preparados para prestar os primeiros socorros e terão mais facilidade para encontrar um hospital com o soro específico.

 

 

 

Fonte: https://incrivel.club/criatividade-saude/as-5-cobras-mais-perigosas-do-brasil-e-o-que-fazer-em-caso-de-acidente-653310/?fbclid=IwAR1js98waByjcnptwo5d5V3FbXQId6k2n6FiOX1FZI4zurKmTk06FKdfP60

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *